youtube seo

 

Com base nas classificações de tráfego do Alexa, o YouTube é o segundo site mais visitado na da internet logo após o Google. Infelizmente, diversos profissionais de marketing digital ainda o tratam como qualquer outro site de mídia social. Mas o sucesso no YouTube não é sobre a publicação de conteúdo, mas sim sobre como otimizar seu conteúdo, assim como seu website.

É fácil achar vídeos com milhões de visualizações e vídeos, com praticamente nenhum que seja basicamente o mesmo. A diferença entre sucesso e fracasso normalmente se resume a alguns elementos.

Quando se trata de YouTube SEO, muito do trabalho de otimização pode ser encapsulado em um processo que você pode aplicar a todos os seus vídeos antigos e depois a cada vídeo à medida que você os publica. E você está prestes a aprender esse processo.

Veja o que você precisa saber se quiser que seu conteúdo seja classificado como número um no YouTube para as palavras-chave com as quais você quer trabalhar.

O básico

Esta seção contém as orientações essenciais que você precisa entender antes de mergulhar nas estratégias de otimização do YouTube.

Comece com pesquisa de palavras-chave

Como o YouTube é um mecanismo de pesquisa de vídeos, você deve abordar a criação de conteúdo de maneira estratégica, como faria ao otimizar seu website. Isso significa conduzir uma pesquisa de palavras-chave para descobrir o interesse do seu público e como ele fala sobre isso online.

É fácil começar seu brainstorming de palavras-chave no YouTube. Basta ir ao YouTube e começar a digitar uma palavra-chave na caixa de pesquisa. Conforme você digita, você recebe pesquisas populares sugeridas pelo YouTube Suggest, que é o recurso de preenchimento automático incorporado na caixa de pesquisa do YouTube. Você pode levar isso para outro nível utilizando a ferramenta gratuita Ubersuggest, que irá percorrer o alfabeto para a primeira letra da próxima palavra da sua frase de pesquisa. Nunca se esqueça de selecionar “YouTube” em vez da “Web” padrão.

Brainstorming de palavras-chave é uma coisa, mas você provavelmente precisa ser capaz de comparar as palavras-chave entre si para ver quais são pesquisadas com mais frequência. Há uma ferramenta para isso e é totalmente gratuita, fornecida pelo Google: Google Trends . É surpreendente como muitos profissionais de SEO não percebem que o Google Trends tem uma opção de “Pesquisa do YouTube” abaixo da opção “Pesquisa na Web”, que apresentará dados de volume de pesquisa específicos do YouTube. Esta ferramenta não fornece números reais, infelizmente (tudo está em porcentagens), mas mesmo assim, é muito útil para comparar palavras-chave entre si.

Acompanhe os seus rankings de pesquisa do YouTube

Você provavelmente rastreia suas posições nos resultados de pesquisa do Google para um intervalo de suas palavras-chave favoritas, mas está fazendo isso com o YouTube? Se não, você deveria ser! Há Inúmeras ferramentas para isso, gratuitas e pagas, então encontre uma com a qual você se sinta à vontade para acompanhar seu progresso enquanto otimiza seus vídeos.

O conteúdo é rei, mas a consistência é rainha

Obviamente, para disputar com todos os outros criadores do mundo acelerado e agressivo do YouTube, você precisa de um conteúdo excelente que se destaque da multidão. Embora a obtenção de um hit viral seja excelente, lembre-se de que o YouTube não é apenas sobre visualizações: você deseja criar uma base de inscritos e formar relacionamentos de longo prazo com os espectadores.

Como você pode conseguir isso? Produzindo conteúdo de qualidade e publicando-o regularmente. Postar irregularmente só vai te machucar e resultar em assinantes perdidos. Se você se comprometer a postar todos os dias, certifique-se de postar todos os dias. Se você postar uma vez por semana às 9:00 da manhã de uma segunda-feira nunca pule uma semana ou poste um vídeo atrasado (mesmo que seja apenas algumas horas ou no dia seguinte).

Vídeos curtos são realmente melhor?

Cuidado com as pessoas que dizem,que as pessoas só assistem vídeos menores de um a dois minutos no YouTube. Lembre-se de que o objetivo final do YouTube é disputar com a televisão para que eles consigam cobrar taxas de publicidade semelhantes às da TV. O que eles estão buscando é um conteúdo de alta qualidade e de formato longo que permita que eles exibam mais anúncios e mantenham os usuários no site por mais tempo. Os vídeos com pelo menos cinco minutos de duração tendem a apresentar um melhor desempenho e uma maior chance de classificação nas pesquisas do Google.No final o tempo de vídeo ideal vai depender do seu objetivo.

Uma métrica importante para ficar de olho é o tempo de exibição, não apenas para cada vídeo, mas para o canal em geral. Idealmente, você deve ver aumentos mensais no tempo de exibição à medida que seu canal cresce.

O poder das playlists

Listas de reprodução são uma ferramenta promocional subestimada no YouTube. Enquanto a maioria das empresas cria listas de reprodução em torno de datas, gêneros de conteúdo, produtos e outras categorias extensas para realmente aproveitar esse recurso, você precisa ir mais além

Use sua pesquisa de palavras-chave para descobrir o que as pessoas estão pesquisando em seu nicho e crie listas de reprodução com base nesses tópicos. Se você não tiver muito conteúdo, poderá até criar playlists usando os vídeos de outras pessoas para direcionar os espectadores à sua página do canal do YouTube.

As primeiras 48 horas são críticas

Os algoritmos do YouTube são notoriamente implacáveis. Ao enviar um novo vídeo, verifique se você tem todas as otimizações disponíveis (veja abaixo).Não publique um vídeo com a intenção de otimizá-lo algum tempo depois. Se o YouTube não puder ter uma ideia clara sobre o que é seu vídeo ou se você não estiver ganhando atenção dos espectadores (em termos de tempo de exibição e outras métricas de engajamento), você sofrerá no ranking – e será ser difícil recuperar esse terreno perdido.

Embora seja possível voltar atrás e corrigir vídeos mal otimizados, revisando os títulos, descrição, tags, miniatura, transcrição e assim por diante (o que eu encorajo), grande parte do dano já terá sido feito depois que as primeiras 48 horas tiverem passado. . É incrivelmente difícil voltar a ser rankeado depois que o algoritmo julgar seu conteúdo como indigno.

Como otimizar seus vídeos

Agora que você entende o básico, é hora de começar a trabalhar. Veja como você pode otimizar seus vídeos para o sucesso no YouTube.

Título

O título do vídeo deve ser forte e deve pegar o usuário. Não deve ser muito prolixo – em vez disso, deve transmitir de forma sucinta por que o usuário deve se preocupar em assistir ao seu vídeo. Bata neles com as coisas boas!

Antes de decidir sobre o seu título, faça a sua pesquisa de palavras-chave (como descrito acima) e, em seguida, dê uma olhada em seus concorrentes para essas palavras-chave. Estes são os vídeos que você vai enfrentar, então você quer que seu título seja tão bom quanto o deles, se não melhor.

Os títulos exercem um papel importante na classificação do seu vídeo, portanto, certifique-se de que eles tenham pelo menos cinco palavras e incluam a palavra-chave que você deseja classificar.

Miniatura

A imagem em miniatura de um vídeo é de fato mais importante do que o título em termos de atrair o clique do usuário do YouTube. Você pode fazer tudo o que é certo para o seu SEO, porém se você tiver uma miniatura desagradável, ninguém vai clicar no seu vídeo.

Foque nisso: a miniatura é a única imagem que dá às pessoas uma ideia do que estão prestes a investir seu tempo assistindo. Se parecer pouco profissional ou entediante, as pessoas não vão considerar isso um bom uso do tempo.

Para alcançar os melhores resultados, use uma “miniatura personalizada” (você precisará ser verificada pelo YouTube para fazer isso) e ter essa imagem em miniatura incluindo texto gráfico.

  • Personalize sua imagem em miniatura com títulos / gráficos divertidos.
  • Tenha imagens profissionais tiradas com a miniatura em mente. (Nota: você não precisa usar um quadro do vídeo como base para a miniatura.)
  • Torne intrigante.
  • Certifique-se de que esteja bem iluminado.
  • Tenha um logotipo intrusivo.
  • Use cores conflitantes.
  • Tenha um visual aleatório e chamativo.

Descrição

Diversas pessoas cometem o erro de apenas escrever algumas frases para a descrição. Esta é a sua chance de expandir as informações do vídeo com links, chamadas para ações e etc. Se você quiser que as pessoas cliquem em um link para o seu site, inclua-o “acima da dobra” antes do aviso “Mostrar mais”. Além disso, inclua algum tipo de gancho interresante na primeira frase que fará com que as pessoas cliquem em “Mostrar mais” para ver o resto da descrição do seu vídeo.

Transcrição

A transcrição de vídeo (ou seja, legendas) serve como cópia adicional que é considerada no algoritmo de classificação do YouTube. Não confie no processo de transcrição automatizado do YouTube – haverá erros nessa transcrição, garantidos. Revise e edite a transcrição automatizada ou use um serviço de transcrição ou um VA (Virtual Assistant) para criar uma transcrição do vídeo. Se você fizer o segundo, lembre-se de que ele precisa ter um registro de data e hora para corresponder à faixa de áudio.

Traduções

Você sabia que é possível fornecer traduções do seu vídeo para o idioma estrangeiro no mesmo formato de data e hora de sua transcrição? É uma ótima maneira de globalizar seu conteúdo sem precisar refazer seus vídeos. Ele permite que espectadores de idiomas estrangeiros assistam a seu vídeo com legendas (legendas ocultas) e permite que seu vídeo seja classificado por palavras-chave nesse idioma estrangeiro. Por exemplo, você pode traduzir seu vídeo para o espanhol e fazer o upload da transcrição traduzida.

O YouTube permite incluir vários metadados em vários idiomas, como título, tags e descrições, além das legendas ocultas.

Tag

A marcação não é ciência de foguetes. Certifique-se de usar frases e palavras-chave únicas; Por exemplo, se o seu vídeo é sobre criação de blog, marque-o com “blog”, “como criar blog” e “criação de blog”. As tags não são visíveis no YouTube por padrão, mas você pode ver as tags nos vídeos do YouTube usando a extensão gratuita vidIQ Chrome. Divirta-se minando o conteúdo do seu concorrente para as melhores tags!

Links

Verifique se você está vinculando na descrição todos os lugares em que deseja levar sua base de fãs em potencial: todos os seus canais sociais, seu site, outros vídeos seus (para aumentar a audiência geral e obter mais inscritos) e onde mais você quiser para enviar espectadores. Escolha o seu link mais importante para exibir acima da dobra na descrição. Você também pode promover alguns desses destinos com os cartões do YouTube , o que é uma sequência perfeita para o meu próximo ponto.

Chamadas para ação

O final do seu vídeo deve praticamente se inscrever para o usuário. Dê-lhes uma opção de um clique para se inscrever e, em seguida, diga-lhes por que deveriam.Você precisa ser óbvio.

As assinaturas enviam um grande sinal para o Google: se as pessoas se inscreverem devido a esse vídeo, deve haver algo que valha a pena. Você também tem a opção de tela final,que é ótima para acrescetar botão de inscrição e também recomendar outros vídeos seus,dessa forma você você mantêm os inscritos por mais tempo no seu canal.

Analytics

Após otimizar e enviar seus vídeos, você poderá acompanhar e analisar o desempenho deles.

YouTube Analytics

O YouTube Analytics está disponível em youtube.com/analytics . O YouTube Analytics é excelente para saber mais sobre quem assiste aos seus vídeos. Alguns exemplos dos dados que você pode encontrar são origens de tráfego, informações demográficas e qual porcentagem dos seus espectadores são inscritos. Isso permite que você saiba onde concentrar suas energias e recursos. Um grande número de inscritos de espectadores acompanha você de perto? Talvez crie algum conteúdo que atenda especificamente a eles.

Você também desejará combinar o YouTube Analytics com seu Google Analytics, que oferece acesso a mais recursos. Para ver a atividade na página do seu canal no Google Analytics, basta adicionar seu código de incorporação do Google Analytics.

Conversão de assinante é o segredo

Há Inúmeras métricas para monitorar no YouTube, mas uma métrica importante para assistir é sua conversão de inscritos. Se seu objetivo é aumentar seu público, convém saber quais vídeos são tão convincentes que convencem o espectador a clicar em “inscrever-se”. Felizmente, o YouTube Analytics agora mostra exatamente de que vídeo um assinante veio. Use essa percepção para dar ao público mais do que eles desejam.

Outras ferramentas de análise

Você pode precisar de mais dados do que o YouTube Analytics e o Google Analytics podem fornecer. Há uma variedade de ferramentas disponíveis, gratuitas e pagas, que podem fornecer informações mais detalhadas sobre as métricas de desempenho do YouTube, como classificações, contagem de visualizações, comentários, likes, deslikes, respostas de vídeo e favoritos. Esse tipo de dados pode ajudar você a otimizar melhor seu conteúdo de vídeo, além de informar estratégias de criação e distribuição de conteúdo. (Por exemplo, talvez você pense que as taxas de exibição mais altas estão acontecendo nos finais de semana, então você decide postar o próximo vídeo nos finais de semana para conseguir mais espectadores.)

Suas ordens de marcha

Primeiro, crie todos os vídeos do YouTube existentes no seu canal. Mesmo que eles estejam juntos há anos, dedique tempo para limpar sua aparência, use algumas das ferramentas do YouTube, bem como algumas de terceiros, e proporcione uma experiência melhor para o espectador. Ainda é possível ver melhorias no desempenho de seu canal.

Em seguida, desenvolva um novo fluxo de trabalho para novos vídeos que você publicará, incluindo todas essas ferramentas e dicas.

Se você está interessado em obter mais visualizações, inscritos e classificações do YouTube, é essencial investir tempo na otimização de vídeos. A melhor parte, sem dúvida, é a baixa barreira à entrada para ser um profissional de SEO do YouTube. É só começar a marcar todas as caixas do YouTube e você estará no caminho certo!

 

Vej também o nosso artigo: Como alcançar a prosperidade

Esse artigo te ajudou?Então compartilhe com seus amigos e deixe sua opinião nos comentários!

Veja também como criar artigos para o seu site ou blog,clique aqui.

>

Pin It on Pinterest

Share This